23 de dez de 2011

Maníacos de Dnepropetovski

Os três acusados: Igor Suprunyuck, Viktor Sayenko e Alexander Hanzha

Desde que criei esse blog, minha intenção era ganhar fama nunca foi criar algo extremista, mas sim falar sobre crimes (em geral, crimes de morte) que de algum jeito entraram na história. Bom, o post de hoje não sai do assunto, mas o vídeo apresentado aqui pode chocar aos mais sensíveis.


Nos meses de junho e julho de 2007, uma série de assassinatos brutais foram cometidos na cidade de Dnepropetovski (nome difícil da porra), Ucrânia, e ganharam notoriedade por todo o mundo depois que uma filmagem de um dos assassinatos, filmado por um dos assassinos, com o auxílio de um celular, caiu na internet. O vídeo ganhou a alcunha de Three guys and one hammer (alusão ao filme ponográfico e extremamente nojento Two Girls and one Cup). As vítimas de tais crimes eram escolhidas ao acaso, e atacadas com selvageria.

Os Crimes.

Na noite de 25 de junho de 2007 Ekaterina Ilchenko voltava para a casa depois de passar a tarde na casa de uma amiga. As duas conversaram e tomaram chá. Dois rapazes, Viktor Sayenko e Igor Suprunyuck (putz, será que todos nesse país têm nomes difíceis?) atacaram-a com um martelo. Ilchenko recebeu uma martelada do lado da cabeça. Seu corpo foi encontrado pela mãe, de madrugada.

Por volta de uma hora após o primeiro assassinato, Sayenko e Suprunyuck fizeram uma nova vítima, desta vez foi Roman Tatarevich, um morador de rua que dormia a poucas quadras do local onde Ekaterina foi morta. Roaman foi atacado com tanta ferocidade, que seu rosto ficou irreconhecivel.

Em primeiro de julho, na cidade de Novomoskovsk, duas pessoas apareceram mortas. Os crimes tinham características semelhantes com os praticados em Dnepropetovski. Na noite de 6 de julho, sexta feira, o recruta do exercito Egor Nechvoloda foi atacado enquanto voltava de uma danceteria, ele foi espancado até a morte. Seu corpo foi encontrado no dia seguinte, em Bohdan Khmelnytsky Street, próxima a sua residencia. A guarda noturna Shram Elena, de 28 anos de idade, também foi assassinada. Ela foi golpeada na cabeça enquanto se aproximava de Sayenko e Suprunyuck. Sayenko golpeou-a usando um martelo que trazia escondido por debaixo da blusa. Após a queda da moça, os dois a espancaram brutalmente. Sayenko apanhou a sacola em que Elena carregava roupas e limpou o sangue no martelo. A dupla ainda fez mais uma vítima naquela noite: Valentina Hanzha foi assassinada enquanto voltava para casa. Valentina era casada com um deficiente e tinha três filhos.
Uma das vítimas dos maníacos

No dia seguinte, dois meninos de 14 anos de idade, Andrei Sidyuck e Vadim Lyakhov, que moravam em Podgorodnoye, um vilarejo próximo Denepropetovski foram atacados enquanto iam pescar. Vadim conseguiu fugir, porém Andrei não teve essa sorte. 

Em 12 de julho, a vítima foi Sergei Yatzenko, que desapareceu enquanto andava de motocicleta. o corpo de Sergei foi encontrado em um matagal, com sinal de selvageria. Foi o assassinato de Sergei que foi filmado e acabou caindo na internet. 


Igor Suprunyuck faz pose ao lado do cadáver de Sergei
Foram mais de 15 ataques, contra pessoas vulneráveis. Todos foram mortos com excesso de violência, muitas ficaram inreconhecíveis. Algumas teve os olhos arrancados ainda em vida. Houve também o relato de uma mulher grávida que teve o feto arrancado de seu ventre. Não havia evidencia de ataque sexual nos corpos, mas as vítimas eram freqüentemente roubadas.

Até o dia 7 de julho, a polícia não havia feito nenhuma ligação entre os assassinatos. 

Lyakhov foi preso por suspeitas ser o assassino de Sidyuck. Ele chegou a ser torturado pela polícia, mas descartaram sua culpa, assim que perceberam que todos os crimes foram praticados pelo mesmo assassino. Lyakhov ajudou a fazer o retrato falado. 

Em 14 de julho, Natalia Mamarchuk, de 45 anos, estava caminhando em uma rua arborizada, na região de Diyovka, vila vizinha a Dnepropetovski, quando foi atacada pela dupla. Vizinhos presenciaram o ataque e tentaram, sem sucesso,  perseguir os agressores. A polícia foi até o local e colheu depoimentos das testemunhas. Uma força tarefa, sobre o comando de Vasily Paskalov, foi criada para deter os agressores. A investigarão decorreu em sigilo e nenhum aviso foi dado aos moradores das localidades, mas a população alarmada por rumores, evitava sair durante a noite, horário em que a maioria dos ataques ocorreram. 

Investigação e prisão.

Suprunyuck e Sayenko foram presos em 15 de julho, no interior de uma loja de penhores, quando tentavam vender um celular. Sayenko ligou o aparelho para mostrar que estava funcionando e foi rastreado pela polícia. Um terceiro jovem, Alexander Hanzha, também foi detido. Ele havia fornecido materiais para os crimes, além de praticar assalto a mão armada e um incidente em Dniprodzerzhynsk. 

Os três confessaram rapidamente os crimes. O julgamento, presidido por Ivan Senchenko, começou em junho de 2008, Suprunyuck declarou-se inocente dos crimes. A promotoria apresentou como provas as marcas de sangue em algumas peças de roupas do assassino e o vídeo gravado por Suprumyuck, a defesa negou que os dois eram autores do vídeo e afirmou que as investigações não foram devidas.  Sayenko afirmou ter medo de Suprunyuck, devido há ameaças sofridas desde a 7ª série.

Suprunyuck recebeu pena de prisão perpétua por 21 homicídios e 8 tentativas de homicídios, Sayenko recebeu pena de prisão perpétua por 18 homicídios, 5 roubos e por dezenas de atos cruéis contra animais. Hanza recebeu pena de 15 anos de trabalho forçado.

Motivos.

Suprunyuck posa usando "bigode de Hitler".
Os três jovens se conheceram na oitava série. Afirmaram que ambos tinham, em comum, suas fobias e decidiram, como um método terapêutico, decidiram caçar animais de rua pela vizinhança, para torturá-los e matá-los. A promotoria apresentou no tribunal inúmeras fotos de cães e gatos pindurados em árvores. Em uma delas, Suprunyuck está usando um bigode postiço, que lembra muito o bigode usado por Hitler. 


Na idade de 17 anos Suprunyuck espancou um garoto e roubou sua bicicleta, ele a vendeu para Sayenko. Ambos foram presos, mas não ir para a cadeia devido à sua idade.

Igor Suprunyuck ao lado de um gato morto.
Viktor Sayenko e Igor Suprunyuck posam ao lado de um gato enforcado e esfolado
Igor Suprunyuck com um cachorro morto

A imprensa local afirmou que os assassinatos tinham motivos financeiros:  Suprunyuck teria feito contato com um dono de Website, que pagaria uma regular soma em dinheiro por filmes Snuffs. Ivan Stupak, chefe da polícia regional desmentiu esse boato. Segundo ele, não havia nenhuma evidência disso, além do fato de que os três vieram de famílias de boa renda. O detetive Bogdan Vlasenko declarou que os três fizeram isso por hobby. No julgamento, verificou-se que Suprunyuck guardava recortes de jornais sobre o caso.

Three Guys and 1 Hammer.


Atenção: O vídeo abaixo contém imagens de extrema violencia explicita. Sua visualização fica a critério do leitor. Está avisado!

video
 

25 comentários:

  1. Monstros, o hittler tava incorporado nos caras

    by ZonaLeste

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus, ja pensou o sofrimento que esse rapaz passou.

      Excluir
  2. Se realmente existe incorporação (algo que eu não duvido), realmente é muito provável. Mas o importante é que eles estão devidamente presos e cumprindo suas sentenças. Nesse caso, a justiça não falhou.
    Abraços, ZonaLeste!!!

    ResponderExcluir
  3. o cara ficou vivo durante todo ataque praticamente ... NOSSA

    ResponderExcluir
  4. Monstros. Como pode existir criaturas assim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre existiram e sempre irão existir... Pode ser qualquer um, estão mais próximos do que você imagina.

      Excluir
  5. NESSE TIPO DE CASO, deveria haver pena de morte. E acho, ainda, que para essas pessoas, seria POUCO. Eles deveriam ser mortos lentamente, somando todas os minutos que fizeram para essas outras pessoas sofrerem. É inimaginável a dor e o sofrimento que causaram para as vítimas. Lamentável..

    ResponderExcluir
  6. isso é horrendo,é atormentador !!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, pessoal.

    Concordo que a atitude praticada por eles foi absurda.

    A questão é descobrir qual mecanismo leva pessoas a desenvolverem comportamentos deste tipo. E, no caso, pessoas de famílias de boa renda inclusive.

    É claro que é necessário responsabilizar os culpados, porém também é importante entender como esses casos se originam para evitar que novos casos aconteçam.

    Acredito que tirar os autores de circulação é a primeira tarefa. Mas a questão não se resume a isso: é extremamente necessário perceber que isso pode voltar a ocorrer. É importante entender como a coisa chegou a tal ponto para evitar novos casos.

    Fiquei contente com o veredito de prisão perpétua ao invés de pena de morte. Creio que seria de grande valia para a sociedade se os envolvidos contribuíssem com relatos sobre suas vidas. É importante investigar a evolução do caso, desde à época em que eles eram crianças bem comportadas (caso tenham sido alguma vez) até se tornarem spree killers.

    A sociedade sofre de um mal muito comum hoje em dia: crianças tendo acesso à internet (que é porta aberta para tudo o que tem de bom e de mau no mundo) sem a devida vigilância dos pais. É comum uma criança ficar o dia todo na frente do computador e os pais mal saberem o que ela está fazendo.

    E a sociedade é cruel com os pais também, que, para sustentar a família, acabam por dedicar muito do tempo deles com questões financeiras e por deixar a tarefa de criar seus filhos a cargo da internet, da televisão e de jogos eletrônicos: uma combinação explosiva que constantemente muito mais deseduca do que educa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. eu acho que essas pessoas não são monstras e sim a verdadeira realidade de que é feito a humanidade a cada instante acontece coisas desse tipo gente que todos conhecemos e convivemos faz esse tipo de barbaridade e sempre vão fazer a humanidade é podre nunca vai mudar aqui na minha cidade dos caras mataram uma idosa de 75 anos com marteladas na cabeça porque queriam roubar dela 20r$ a idosa foi encontrada com o cabo do martelo enfiada na vagina. eu moro em Manaus-AM bem perto de v6.
    sabe o que aconteceu com esses caras eles foram presos mais já estão em liberdade o que v6 acham disso??
    um abraço a todos que se banalizam com uma merda dessas v6 provaram que não pegam no jornal nem pra limpar a bunda.

    ResponderExcluir
  9. a Ultra-Violencia vai se banalizar,
    o ser humano é um ser sociavel,
    mas não é um ser social.
    Já ouve coisas piores e ninguém se assusta mais.
    300 anos de inquizição e mais dezenas e dezenas de guerras por deus..
    A maioria dos homens (preto ou branco, pobre ou rico) tem o fetiche de transar com uma garotinha nova,
    grande parte das pessoas já pensou realmente e até já planejou se matar..
    Somos doentes, alguns mais, outros menos..
    Quando não psicopatas, somos totalmente incapazes de ter/sentir empatia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ser humano é por natureza, perverso, carnivoro, e selavgem...
      Podemos ser educados e inseridos na sociedade de forma passifica, mas de toda vida existente na terra o "ser humano" é o único que se contenta em matar e sente prazer em causar sofrimento ao seu semelhante. Nunca vimos no reino animal, mortes por prazer as presas são abatidas de forma a evitar o sofrimento, apenas o instinto de sobrevivência é aplicado. Não renego a minha espécie, mas com toda sinceridade e respeito que tenho pelos demais, prefiro animais do que gente... E não. Não sou psicopata nem sociopata pelo menos ainda não tive esse comportamento, eu me envergonho e sinto um certo desprezo por fazer parte da espécie mais perversa entre todos os seres vivos... (nós) nos obrigamos a conviver uns com os outros tendo como base os principios de sociabilização que aprendemos, mas em geral impera o egoísmo.
      A confiança que depositamos em alguém (amigos, familia, namorado/a, marido/esposa)ou até mesmo por empatia a alguém pode fazer a diferença entre morrer ou viver.

      O ser intitulado pela ciência como o mais mortal do mundo, é a serpente Australiana - inland taipan - entretanto este ser vivo só mata se sentir sua vida ameaçada. Os humanos são a maior ameaça, a própria espécie e a outra qualquer. Não me excluo de qualquer ato vergonhoso que possa ser atribuído aos humanos porque cometo meus erros... Tento apenas ser "animalmente" útil. (digo animalmente, porque os animais sabem conviver partilhar sua existência de forma significativa) O Homem enquanto animal racional, age de forma irracional. Seres inutéis como estes parasitas da sociedade, deviam ter prazo de validade nas cadeias do mundo, evitando que sejam mantidos vivos com o dinheiro das pessoas a quem causaram tanto sofrimento, por as terem torturado ou tirado a vida de seus entes queridos... Desculpem a minha sinceridade mas que serventia tem para o mundo a existência destas criaturas? Só se for a de garantir que a humanidade se mantenha em número controlado, pois é apenas isso que eles sabemm fazer, diminuir o número de pessoas no mundo de forma monstruosa. Continuação de uma boa semana a todos.

      Excluir
  10. caraio na cadeia eu ja vi uns kra morre sofreno
    mais era estrupado e coisa mais iae isso ae é foda

    ResponderExcluir
  11. poha esses maniocos se eu pudesse eu fazia eles sofre +q o capeta no inferno isso nao e gente e um bando de disgracado do bando do capeta sai demonio...

    ResponderExcluir
  12. Não existe pena pra uma coisa dessas, só justiça, JUSTIÇA. Mas não a justiça do governo. Deveriam ter sido pegos, esse dois psicopatas(pegos pela força tarefa mesmo),levados para onde esse crime do vídeo acima ocorreu, e serem torturados, lentamente, faze-los sofrer como eles fizeram com sua vítimas. Isso é meio ''estranho'', eu sei que nós não devemos sair por vingança e muito menos se igualar À essas pessoas, mas nesse caso é a melhor opção. Injetar adrenalina neles para que não desmaiem e descer a tortura, com o próprio martelo que eles usavam.
    Eu não sou psicopata, mas eu faria isso.
    Espero que eles sofram e sofram na prisão...

    ResponderExcluir
  13. usaram a figura de Hitler muito errada naquela imagem do animal enforcado pois bem sabemos q Hitler amava os animais principalmente cachorros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com vc! ali e alguns comentários seriam mais sensatos falar em stalin !!

      Excluir
  14. Fala serio pra gente doente desse tipo é pena de morte,eles mataram todas essas pessoas inocentes por vaidade,apenas pra se aparecer,no caso deles a justiça pode ser feita com gasolina e um isqueiro e pra finalizar jogar as cinzas no esgoto que é o habitat natural de pessoas assim!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Meu Deus...me deu ateh ansia de vomito! Como alguem pode ter coragem de fazer uma coisa assim...atormentador, horrivel, foi a pior coisa que vi nos meus 47 anos de vida!

    ResponderExcluir
  16. Não podemos julgar ninguém!

    ResponderExcluir